Category Archive Latest News

MRV contrata mais de 9 mil novos colaboradores em 2020

Uberada_MG,22 de maio de 2019 MRV – Livro 40 anos Na foto, a obra Atlantico Sul Leo Drumond / NITRO

De acordo com o último balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), apenas no mês de agosto, o Brasil abriu 249.388 novas vagas de emprego com carteira assinada. Pelo segundo mês seguido, o órgão aponta aumento considerável no número de contratações. Do total das vagas, 50.489 são referentes ao setor da construção civil. A MRV, plataforma líder em soluções habitacionais realizou mais de 9 mil contratações desde janeiro de 2020 em todo o Brasil, sendo que somente no mês de setembro a empresa empregou mais de 1.400 novos profissionais – maior número desde o início do ano. Só no estado do Paraná já foram 392 novos funcionários contratados entre janeiro e setembro. 

“Mesmo ainda enfrentando uma crise de saúde pública sem precedentes, nossa movimentação mostra que o setor da construção civil é primordial para a economia do país”, diz Rafael Menin, presidente da MRV. “O Brasil tem hoje 13,8% de desempregados, o que significa mais de 13 milhões de habitantes sem ter uma renda, e a geração de empregos do nosso setor faz total diferença nesses números”, acrescenta Menin.

Além de importante agente econômico e principal componente dos investimentos no Brasil, o setor da construção civil tem atuação importante na manutenção dos padrões de saúde pública. “Em um momento em que se faz necessário o isolamento social, ter a sua própria moradia, com conforto e segurança é extremamente essencial”, ressalta Menin.

Inovações e tendências tecnológicas na arquitetura

Os avanços tecnológicos criaram novas demandas nas diferentes áreas de atuação da arquitetura gerando mais possibilidades de negócio ao segmento. Por isso, na próxima quinta-feira, 15/10, a Epson e a Class Produções convidam você para uma LIVE interativa onde serão apresentadas ideias de soluções inovadoras de lighting design, paisagismo, comunicação visual, arquitetura 3D, designer gráfico, arquitetura comercial e de ambientes.

Em um evento 100% online e ao vivo, serão apresentadas aplicações do uso de sinalização digital no varejo, museus, mapping externo, bares, restaurantes, eventos, escritórios e decoração tecnológica para building corporate de forma prática e imersiva. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas por meio da página http://classprod.rds.land/epsonclass

Digital Signage, ambientes imersivos

Além do mercado de varejo, existem muitas formas de utilizar as tecnologias de projeção para a comunicação visual em projetos arquitetônicos que criam experiências completamente novas para os clientes. Junto com a Class TechExperience, a Epson tem desenvolvido projetos inovadores de decoração tecnológica, o que costumam chamar de “techorating”, para criar uma sensação de encantamento nos clientes.

“As nossas soluções dão vida a criatividade dos arquitetos, durante o evento iremos mostrar soluções nas quais a tecnologia não será barreira, mas sim um meio para que eles possam inovar ainda mais em seus projetos”, disse Gabriel Branco, CEO da Class TechExperience.

A Epson está impulsionando a expansão do Digital Signage para o mercado de arquitetura, que vem se renovando e utilizando tecnologias para melhorar a experiência dos clientes em seus projetos. “No passado os projetores eram uma tecnologia mal vista por conta da falta de praticidade na troca das lâmpadas, mas hoje a Epson oferece diversas soluções com fonte de luz laser que permitem que os equipamentos fiquem ligados por mais tempo, 24/7, sem interrupção ou necessidade de manutenção”, explica Rodrigo Machado, Gerente de Negócios da Epson.

Segundo Rodrigo, a grande vantagem do uso de tecnologias de Digital Signage em projetos de arquitetura é a flexibilidade e versatilidade para mudar a comunicação visual dos ambientes. “Quando você cria uma arte analógica ela fica lá, estática, já com a sinalização digital, você pode mudar o conteúdo da decoração de forma rápida, sem precisar mexer no ambiente, ou fazer obras. É muito mais prático e dinâmico”.

Também serão apresentadas soluções para os escritórios de arquitetura, como a combinação de projeção e design 3D para apresentação de projetos. Uma forma totalmente inovadora e tecnológica que usa o conceito de realidade aumentada para criar uma experiência imersiva para clientes, fazendo com que eles se sintam dentro de suas casas.

Evento: Inovações e Tendências Tecnológicas na Arquitetura
Data: 15 de outubro, às 10h
Site: http://classprod.rds.land/epsonclass

Mercado imobiliário enxerga tendência de vida no interior

Morar nas grande metrópoles, perto dos principais modais de transporte, shoppings e de grandes centros comerciais sempre foi o objetivo de muitas pessoas, afinal, todos querem uma vida confortável, que não seja necessário gastar muito tempo com deslocamentos e tenha opções de lazer e trabalho por perto.

Entretanto, muitas pessoas passaram a olhar de outra forma a vida em cidades do interior, que são mais afastadas de toda a agitação da cidade grande, mas tem um custo de vida menor e facilidades que oferecem qualidade de vida para seus moradores. Segundo uma pesquisa da plataforma de comércio OLX, a procura por imóveis em cidades do interior cresceu cerca de 30% no mês de julho.

Essa mudança pode ter sido influenciada pela pandemia de coronavírus. Ficando mais tempo em casa muita gente percebeu a necessidade de mais espaço. Além disso, apesar do isolamento, nem todos os setores permitem o home office e acarreta a lotação em transporte público. Observar e estar presente em todo esse caos faz muita gente desejar uma vida mais tranquila e pacata, que pode ser oferecida no interior.

Antecipando às tendências, a Danpris, construtora e incorporadora da Grande São Paulo, localizada em Osasco e especializada em empreendimentos Minha Casa Minha Vida e médio padrão, acaba de lançar seu primeiro empreendimento no interior, o Maxim, que fica localizado na cidade de Itu, a 100 quilômetros da capital paulista.

Dante Seferian, CEO da empresa, explica que a escolha da cidade para o projeto de expansão foi estratégica: “Itu tem ótima localização e infra estrutura que atende às necessidades das pessoas, além disso, fica próxima da capital e é carente de empreendimentos com características que unem o morar e o lazer em um mesmo local”.

Acrescentado a isso, Itu foi eleita em 2019 um dos 100 municípios mais inteligentes e conectados do Brasil pela Connected Smart Cities, alcançou a 10ª colocação na avaliação de segurança e ficou em 9° em questões de preocupação com o meio ambiente, e também tem um bom índice de desenvolvimento humano (IDH), 0,773.

“Acredito que as cidades do interior vão ganhar mais relevância no mercado imobiliário daqui pra frente, é nítido que o foco agora não está apenas em grandes metrópoles e dividiu-se para as cidades menores também. O Maxim é uma grande realidade da Danpris para essa nova tendência que está se apresentando; é um empreendimento grande, são oito torres e 752 unidades com metragens que variam entre 45 m² e 66 m², cinco quadras de esportes, pistas de cooper e de bicicleta, piscina aquecida coberta e descoberta com toboágua, salão de festas equipado, churrasqueira, além de um coworking, que atende às expectativas de um número grande de pessoas que trabalham em casa”, finaliza Dante.

Living Unique contará com tecnologia de realidade aumentada para visita ao empreendimento

Um dos bairros mais nobres da Zona Sul de São Paulo, a Chácara Santo Antônio acaba de receber o Living Unique. A grande novidade desse projeto é a utilização da tecnologia de realidade aumentada para apresentar o imóvel aos clientes. É a primeira vez que uma incorporadora utiliza essa tecnologia diretamente via navegadores web, sem a necessidade de baixar qualquer aplicativo, e com ela, os clientes poderão ter uma ideia mais real de como serão as áreas comuns do Living Unique depois de pronto, assim como os apartamentos. Os usuários poderão acessar a plataforma por meio do site: http://living.mtr.center/unique/ . A experiência estará disponível para outros produtos da marca.

Desenvolvida pela More Than Real , startup brasileira referência global no desenvolvimento de experiências de realidade aumentada e visão computacional, em parceria com o Grupo Cyrela, a solução batizada de “augmented sales” surge para melhorar o engajamento e a experiência de compra dos consumidores, proporcionando mais interatividade no relacionamento da marca com o público.

O empreendimento está localizado a 500 metros da estação Borba Gato da linha Lilás do Metrô, em um bairro com fácil acesso a toda cidade, com inúmeras opções de comércio e serviços combinados com uma das ruas mais tranquilas e arborizadas da região, com facilidades para diversas opções de lazer, como os parques Severo Gomes e Burle Marx.

“A Chácara Santo Antônio é um bairro com muito potencial para crescimento vertical. É uma das regiões em que a incorporação consegue equilibrar a natureza com projetos modernos e que atendam a diferentes perfis de clientes, desde os que buscam morar mais próximo do trabalho ou famílias que dão preferência para uma região mais afastada e tranquila – o Living Unique reúne estes diferenciais em um produto pensado em cada detalhe, combinando lazer, conforto e praticidade”, reforça Felipe Cunha, Diretor de Incorporação Living.

O Living Unique está localizado na Rua Fernandes Moreira, em um terreno com aproximadamente 1.800 m² e uma torre única com 136 apartamentos de 58m² e 76m², com opções de dois e três dormitórios com 1 ou 2 suítes.

Todas as unidades são equipadas com piso laminado e infraestrutura para ar condicionado nos quartos, além de serem apartamentos inteligentes com o exclusivo sistema Smart Home, que contempla pontos para instalação de internet wi-fi no teto, entre outros itens. As unidades contam com churrasqueira na varanda com uma belíssima vista para a região.

O Living Unique também oferece uma estrutura completa de lazer, pensada em cada detalhe em um exclusivo rooftop com vista livre pela região e com acesso a diversos itens de entretenimento como sala de jogos, salão de festas e churrasqueira.

Para mais informações, acesse o meuliving.com.br ou ligue para (11) 4118-4014 e aproveite para conhecer uma nova experiência de atendimento 100% personalizado com acesso a visita virtual pelo empreendimento. O plantão de atendimento está localizado na Rua Fernandes Moreira, 163, Chácara Santo Antônio.

Pesquisa: Como mudou a relação do brasileiro com sua casa?

Com mais tempo dentro de casa e mudanças irreversíveis no mercado de trabalho pós-pandemia, a relação do brasileiro com seu lar ou com um possível novo lar mudou. Segundo pesquisa da Hibou, instituto de pesquisa e monitoramento de mercado, com 1537 entrevistas todo Brasil (55% mulheres e 45% homens das classes A, B e C em setembro/2020), o grau de insatisfação com a casa cresceu após o isolamento, 49% dos entrevistados está menos satisfeito com o local onde vivem, e ainda enfrentam aumento com a preocupação em condomínios, onde há áreas comuns.

40% acreditam que o uso das áreas comuns vai cair. As pessoas vão tentar levar suas atividades para dentro de casa. 83% disseram que os condomínios precisarão limpar e higienizar as áreas comuns com mais frequência.

A academia é a preferida dos brasileiros para continuar ativa após confinamento. 71% querem usar. Apenas 41% acha que o playground deve continuar a ser usado e 27% ainda pensam em usar a lavanderia coletiva.

Álcool gel à disposição dos moradores é o campeão da lista de necessidades dos brasileiros que vivem em condomínios. 81% quer o kit higiene em todos os espaços. 58% acham que é preciso melhorar a higiene e proteção na área de recebimento de entregas.

Obrigados a ficar em casa, 57% dos brasileiros redescobriram a sala de estar e 36% o próprio home office. “Espaços confortáveis hoje estão no topo do desejo dos brasileiros para suas casas”. Aliás, o home office ganha lugar de destaque, já que 57% pretendem continuar trabalhando em casa. Nessa toada, 59% acha que é melhor manter esse espaço de trabalho, mesmo quando puderem voltar a trabalhar fora. Vale comentar que 61% consideraria trabalhar em um escritório que ficasse no seu condomínio residencial, evitando assim deslocamentos desnecessários.

“A redescoberta da casa gerou hábitos que podem virar rotina e que também mudam as prioridades na hora de escolher um novo imóvel”, explica Ligia Mello, sócia da Hibou e coordenadora da pesquisa. 41% dos brasileiros querem manter a cozinha como ponto de encontro para momentos em família. 44% querem continuar acompanhando lives na internet. A internet, aliás, é prioridade, e a casa conectada está nos planos dos brasileiros: 41% gostaria que os imóveis já viessem com fornecimento de internet de alta capacidade e 30% acreditam que eletrodomésticos integrados já são um caminho sem volta.

Para futuros lares, o olhar do brasileiro está focado nos novos hábitos de higiene com alimentos. 81% concordam que a área de serviço precisa ser maior para os devidos cuidados com os alimentos que chegam da rua, e 66% hoje não têm espaço suficiente para guardar produtos de limpeza. Cozinha integrada com a sala continua interessando 45% acreditam que isso favorece um ambiente único para toda a família, mas 78% considera que ela merece um olhar especial para ventilação e exaustão.

Bild chega ao sexto lançamento no bairro Olhos D’Água, em Ribeirão Preto

Com mais de 13 anos de atuação no mercado da construção civil, a Bild Desenvolvimento Imobiliário lança mais um empreendimento no Jardim Olhos D’Água, em Ribeirão Preto (SP). Este será o sexto lançamento da construtora na região, o terceiro apenas este ano, o que comprova que o novo bairro planejado na zona sul da cidade, na continuação da Avenida Professor João Fiúsa, é a nova aposta da construtora que já conta 48 empreendimentos lançados em todas as cidades que atua.

O novo empreendimento, Kairós, será construído numa área de mais de 4 mil m² e conta com 27 andares e 108 unidades, divididos entre dois tipos de plantas: 197,66 m² e 151,08 m². Os futuros moradores terão à disposição quatro elevadores (três sociais e um de serviço), além das opções de três ou duas vagas na garagem.

Tiago Mastrocola, gerente regional da Bild em Ribeirão Preto, destaca que o edifício residencial apresenta alguns diferenciais, entre ele, salas niveladas com a sacada, sem pilares entre as paredes desses cômodos. “Apresentamos neste lançamento o conceito open view na sala e varanda. Outro diferencial será a exclusividade na entrada: todos os apartamentos de 197 m² terão um elevador privativo”, revela.

Além das plantas, o empreendimento conta com 23 itens como diferenciais arquitetônicos e de lazer. Como o pórtico de entrada com acesso independente para moradores, visitantes e prestadores de serviços, lounge pergolado, estar externo, guarita, coworking, espaço grill, lobby, espaço gourmet, playground, brinquedoteca, playbabies, estar família, espaço fitness, espaço festas, piscina infantil, deck molhado, solarium, piscina com raia de 25m, piscina adulto, pet place e quadra poliesportiva. “A área de coworking veio com uma área diferenciada, pois são vários espaços em um só: o morador poderá trabalhar sozinho, fazer uma pequena reunião ou até mesmo uma apresentação para mais pessoas”, comenta Tiago Mastrocola.

Outro ponto que o gerente chama a atenção é para a varanda do empreendimento. As floreiras integradas nas varandas, segundo ele, oferecem mais conexão com a natureza, além do próprio parque, localizado ao lado do empreendimento, que proporcionará para os futuros moradores um espaço verde próximo. “Esta conexão já é uma tendência nos dias atuais e que, cada vez mais, é valorizada. Outro fator interessante é a variação de cores, texturas e dimensões do guarda-corpo”. De acordo com o gerente, a construtora irá presentear cada morador com um voucher para a realização do paisagismo das floreiras de cada apartamento.

Outra novidade, seguindo os padrões de viver bem, será o B-Market – um minimercado exclusivo da Bild. Trata-se de uma loja de conveniência autônoma instalada no empreendimento, sem custos para o condomínio, em que o cliente, por meio de app exclusivo, faz as compras, pagamento e retirada de produtos. Baseado no conceito Honest Market, tendência em todo o mundo, a loja é de responsabilidade da startup de São Carlos, Onii – Conveniência Autônoma, e oferece todos os produtos necessários para o cotidiano das famílias, disponível 24 horas.

 “O Kairós é um empreendimento que se destaca pela inovação. A sofisticação e sustentabilidade estão presentes no melhor estilo contemporâneo. O projeto permite ampla flexibilidade, todas as opções de plantas foram minuciosamente pensadas para atender as expectativas de nossos clientes”, conclui.

Preço médio de venda de imóveis residenciais tem maior alta mensal em seis anos

Análise do último mês: o Índice FipeZap, que acompanha o comportamento do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades, voltou a registrar alta em setembro (+0,53%), após avançar 0,37% em agosto. O resultado representa a maior alta mensal desde setembro de 2014, quando o Índice FipeZap registrou aumento de 0,55% no preço médio de venda de imóveis residenciais. Comparativamente, a variação mensal do índice foi superior ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para o mês (+0,43%), segundo expectativa publicada no último Boletim Focus do Banco Central do Brasil*. Uma vez confirmada essa variação dos preços ao consumidor, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará o referido mês com alta de 0,10%, em termos reais. À exceção de Porto Alegre, onde o preço médio permaneceu praticamente estável (-0,05%), todas as capitais brasileiras monitoradas pelo Índice FipeZap apresentaram elevação no período, destacando-se: Brasília (+1,97%), Curitiba (+1,39%), Recife (+1,20%), João Pessoa (+0,78%), Belo Horizonte (+0,70%), Salvador (+0,70%). Em São Paulo, município com maior peso na composição do Índice FipeZap, a variação nominal registrada em setembro foi de +0,37%.

Balanço parcial de 2020: até setembro de 2020, o Índice FipeZap acumula alta nominal de 2,31%, ante variação de +1,13% esperada para o IPCA/IBGE nesse período*. Na comparação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e a inflação esperada, a expectativa é que o preço médio de venda dos imóveis residenciais encerre o período com alta real de 1,16%. À exceção de Recife, onde o preço médio de venda residencial acumula queda de 3,76% no ano, as demais capitais monitoradas pelo índice apresentaram alta no período, destacando-se as variações observadas em: Brasília (+7,81%), Curitiba (+5,20%), Florianópolis (+5,10%), Maceió (+4,22%), Belo Horizonte (+4,15% e Campo Grande (+3,96%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os preços médios de venda do segmento residencial encerraram o período com altas de 2,82% e 0,63%, respectivamente.

Últimos 12 meses: nesse horizonte temporal, o Índice FipeZap de Venda Residencial acumula um avanço nominal de 2,14%. Comparando-se com a inflação acumulada nos últimos 12 meses (+2,92%), de acordo com o IPCA (IBGE)*, o índice exibe queda real de 0,76%. Entre as capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Florianópolis acumula o maior aumento nominal no preço médio (+5,99%), seguida por Curitiba (+5,84%), Brasília (+4,70%) e Belo Horizonte (+4,29%).


Em contraste, Fortaleza acumula a maior queda no preço médio das capitais (-6,27%), sendo acompanhada por Recife (-3,49%).

Preço médio de venda residencial: tendo como base a amostra de imóveis residenciais anunciados para venda em setembro de 2020, o preço médio calculado foi de R$ 7.394/m² entre as 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap. Dentre as capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Rio de Janeiro apresentou o preço de venda mais elevado (R$ 9.347/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.242/m²) e Brasília (R$ 7.889/m²). Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m² no mês, incluem-se: Campo Grande (R$ 4.296/m²), Goiânia (R$ 4.369/m²) e João Pessoa (R$ 4.392/m²).

D&D Shopping lança mostra D&D Home Office

O D&D Shopping, o mais completo shopping de decoração e design do Brasil, realiza pela primeira vez uma mostra exclusiva sobre o ambiente mais explorado dentro da casa: o home office. Entre os dias 01 e 25 de outubro, acontece o D&D Home Office com exposição de ambientes assinados por profissionais renomados do segmento de arquitetura, decoração e design, que trazem soluções e ideias para quem quer criar ou renovar este espaço tão relevante para este novo momento.

São mais de 12 milhões pessoas trabalhando em home office atualmente, segundo pesquisa apresentada pelo jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com o levantamento da consultoria BTA (Betania Tanure Associados), o home office se tornou o principal modelo de trabalho para 43% das empresas brasileiras durante a pandemia e estudos do professor da FGV, André Miceli, apontam que este modelo trabalhista deve crescer em até 30% no país e no mundo.

Compreendendo este novo momento e sempre atento às tendências internacionais, o D&D Shopping organizou a mostra D&D Home Office, com o intuito de ressaltar a importância da casa, mas com o foco no ambiente de trabalho. Para isso, 38 espaços foram criados por renomados nomes do segmento de arquitetura e decoração que aceitaram o desafio de desenhar diferentes estilos e ambientes de home office.

Entre os profissionais estão: Alice Martins e Flávio Butti, Ana Lucia Salama e Gerson Dutra, André Bustamante, Andrea Gonzaga, Bruna Mokfa, Camila Dirani e Maíra Marchió, Carla Mazzanti, Carlos Rossi, Clelia Angelo, Cristiane Schiavoni, David Bastos, Danielle Cortez e Natália Meyer, Debora Valente, , Fabiano e Tânia Hayasaki, Fernando Brandão, Henrique Derenze, It’s Informov, João Armentano, Joia Bergamo, Juliana Sica e Bruno Isaac, Karen Pisacane, Leo Shehtman, Leonardo Junqueira, Luciana Almeida, Luiz Paulo Andrade, Marcio Melo, Marcy Ricciardi, Mari Ani Oglouyan, Mariana Noronha e Samra Akad, Marília Veiga, Marta Martins, Norah Carneiro, Paula Gambier, Samia Testa, Selma de Sá, Silvana Lara Nogueira, Silvia Bitelli e Tota Penteado.

A mostra traz algumas soluções e adaptações de espaços que podem ser feitos em casa e destaca como é possível ressignificar este ambiente, tão explorado durante a quarentena. “A Casa venceu, sem dúvida alguma! É uma mudança no estilo de vida e nos formatos de relacionamento com o trabalho”, declara Angelo Derenze, diretor geral do D&D.

A casa se tornou, verdadeiramente, multifuncional. O local de vivência e convivência. Virou também o restaurante, a lavanderia, o cinema, a escola e, principalmente, o escritório de trabalho. Um novo normal, diante de uma antiga realidade. Tempo de pensar, refletir sobre o local em que se vive, rever conceitos, considerar necessidades atuais que, provavelmente, se farão necessárias no futuro.

“Parte importante desse processo de transformação e adaptação das nossas casas, também em local de trabalho, está em encontrar um espaço que atenda às demandas e necessidades atuais. E percebemos que a decoração é uma das soluções que contribui para um melhor desempenho no cotidiano e sem dúvida deixa nosso lar mais confortável e agradável. Mais do que nunca, esta primeira mostra do D&D Home Office vem para destacar o melhor canto da casa e que cuidar da nossa casa agora é essencial para cuidar do bem-estar e de si próprio”, conclui Angelo Derenze.

O D&D exibirá a mostra nos corredores do shopping e ficará exposta entre os dias 01 a 25 de outubro, das 12h às 20h de segunda a sábado e aos domingos das 14h às 19h, respeitando todas as orientações, tendo como prioridade a saúde e segurança dos lojistas, clientes e parceiros.

Alude, startup do setor imobiliário, recebe aporte de USD 3,3 milhões

A Alude, plataforma que promete otimizar o dia a dia dos corretores e o aluguel, fechou sua rodada seed com um aporte de USD 3,3 milhões co-liderado pelos fundos de investimento Ribbit Capital, Y Combinator, Maya Capital e GFC. Também participaram da rodada os investidores pessoas físicas como Hugo Barra e os fundadores da Stone, Vivareal, Wildlife, Brex, Gympass, Ingresse e Plaid. Com os recursos, a startup pretende aprimorar o produto e escalá-lo, aumentando a distribuição para os corretores.

Com tecnologia própria, a Alude desenvolveu uma plataforma capaz de automatizar o processo de locação. O software é responsável pela verificação de antecedentes, coleta de documentos, assinatura online e compra de seguros. Isso possibilita redução de custos e horas de trabalho para os corretores, que deixam de perder clientes devido à burocracia. Já os inquilinos e compradores vão ter uma experiência segura e rápida – é possível concluir todo o processo em apenas um dia. O produto é oferecido de forma gratuita para imobiliárias tradicionais.

“Nossa missão é empoderar o corretor com as ferramentas e conhecimento necessários para que ele foque toda a sua atenção no cliente, melhorando o atendimento, sem se preocupar com prazos e burocracias. Queremos atuar em todo o território brasileiro e nos tornar a maior companhia de seguro residencial e fiança locatícia da América Latina”, explica Alexandre Dubugras, CEO da Alude.

O faturamento da companhia é proveniente da venda de produtos financeiros e domésticos para seus clientes, como seguros, por exemplo. No futuro, a Alude pretende atuar como concierge e oferecer entre outros serviços, internet, móveis, logística para mudanças, além de processar pagamentos.

Crescimento

Até o fim de 2020, a plataforma deve ser utilizada apenas por uma pequena lista de corretores convidados – 150 deles já utilizam o produto com 100% dos clientes, enquanto 150 aguardam na lista de espera. A expansão está prevista para 2021.

“Nossa meta é fechar o próximo ano com 20 mil locações. Contar com a confiança de fundos nacionais e estrangeiros apostando em nosso negócio é uma grande motivação para aprimorar ainda mais nossa solução e ganhar escala”, afirma Alexandre.

Empreender durante a pandemia

Apesar das incertezas que dominaram o ecossistema nos últimos meses, a pandemia acelerou o processo de digitalização, dando ainda mais força para o software da Alude. Isso porque o sistema permite que o cliente faça todo o processo via internet, em uma única plataforma. “Conseguimos nos aproximar dos corretores e mostrar que nosso produto pode ser um grande aliado no dia a dia”, declara Dubugras.

Tags,

ABRAINC: Brasil precisará de 30 milhões de novas moradias na próxima década

Estudo inédito da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) revela que o déficit habitacional no Brasil caiu 1,5% entre 2017 e 2019. O país atingiu déficit de 7,797 milhões de moradias no ano passado, ante 7,918 milhões registrados em 2017. A queda foi puxada pela redução de 9,3% no número de habitações precárias no país, que recuaram de 963 mil para 874 mil entre os anos.

“A queda reflete o efeito das políticas públicas para expansão popular no país, com foco na redução do déficit para família mais pobres. É importante que o Estado brasileiro tenha acesso a esse tipo de informação para tomar decisão de seguir subsidiando a construção de habitação popular no país”, afirma o presidente da Abrainc, Luiz Antonio França.

O Nordeste foi a região com a maior queda no déficit nos últimos 15 anos. A região passou de um déficit de 2,8 milhões de moradias, em 2004, para 2,3 milhões em 2019. Enquanto no Sudeste, a carência por moradias subiu de 2,9 milhões de unidades (2004) e 3,1 milhões (2019).

A pesquisa mostra, ainda, crescimento de 2% na categoria chamada “ônus excessivo com aluguel”, ou seja, a locação residencial por famílias com renda de até três salários mínimos que comprometem mais de 30% do rendimento mensal para morar. A modalidade representa 3,345 milhões de moradias do déficit habitacional do país em 2019, ante 3,279 milhões em 2017.

O estudo indica haver uma demanda de 30,7 milhões de residências até 2030, considerando o crescimento médio de 3% na formação de novas famílias. Com destaque para famílias com renda de entre 3 e 10 salários mínimos precisarão de 14,4 milhões de residências. Famílias com renda de até três salários mínimo, que vão demandar 13 milhões de novos domicílios. Já aquelas com mais de 10 salários de renda, 3,3 milhões de habitações.