Com a ajuda de novas tecnologias, setor imobiliário chega a reduzir em 50% a inadimplência

Com a ajuda de novas tecnologias, setor imobiliário chega a reduzir em 50% a inadimplência

Um dos maiores desafios das empresas que trabalham com pagamentos recorrentes é o de manter seus clientes adimplentes. Os impactos da falta de pagamento são prejudiciais tanto para as companhias quanto para os compradores. O setor imobiliário é um dos que mais sofrem nos momentos de aumento da inadimplência, principalmente pelo valor agregado no total do ‘’produto’’ pago pelo comprador.

Para agir estrategicamente, uma abordagem, por parte da área financeira, melhor direcionado junto ao comprador que está com dificuldades de pagar o imóvel adquirido pode fazer a diferença. Por isso, a MPD Engenharia utiliza tecnologias como Power BI e CRM, sistemas que ajudam a gerar todo o histórico do cliente e uma análise de dados de forma corretiva. Com o CRM é possível centralizar e integrar todas as informações diferenciadas, por exemplo, quem sempre pagou em dia ou aquele cliente que costuma atrasar com frequência ou está inadimplente há algum tempo. Com essas informações, é possível montar uma negociação personalizada de acordo com o histórico de cada cliente.

Já o Power BI oferece dados a partir de gráficos que apontam estatísticas de comportamento para cada cliente e empreendimento. Essas informações são fundamentais para guiar as campanhas e torná-las mais precisas. Dessa maneira, é possível atender à necessidade dos compradores. Além disso, contribuem na organização da área de cobrança, pois as tomadas de decisões passam a serem melhor dimensionadas. Com isso, o foco do negócio passa a ser mais estratégico.

Após um ano de implantação dos sistemas, a MPD conseguiu reduzir em 50% o número de inadimplentes de seus empreendimentos, quando comparado com o mesmo período do ano passado. “Com esses sistemas conseguimos trazer maior tranquilidade não só para nossa empresa como para os nossos clientes. É muito importante manter a empresa saudável, porém para nós, também é essencial pensarmos no bem-estar dos nossos clientes, oferecendo uma oportunidade de organizar suas finanças, principalmente em momentos de desaceleração econômica”, conta Claudio Yaginuma, diretor de administração de incorporações da MPD.

Comments are closed