COVID-19: imobiliárias do Rio de Janeiro se digitalizam para manter atividades durante quarentena

COVID-19: imobiliárias do Rio de Janeiro se digitalizam para manter atividades durante quarentena

Os processos tecnológicos da RuaDois , startup que impulsiona a transformação digital do setor imobiliário por meio da jornada de locação, têm auxiliado imobiliárias a enfrentarem o momento de crise provocada pela pandemia de COVID-19. Com pouco mais de um ano, a empresa já atua nas 5 regiões do País, digitalizando as operações de imobiliárias de todos os portes e tornando-as competitivas frente às suas concorrentes nativas digitais. 

A imobiliária carioca Enjoy, por exemplo, tem apostado na solução e vem alcançando resultados expressivos mesmo em meio ao período de instabilidade econômica atual provocado pela pandemia. 

Entre os diversos serviços oferecidos pela startup e utilizados pelas imobiliárias clientes – como é o caso da Enjoy – estão as visitas por videochamada com hosts, principal solução para auxiliar quem precisa encontrar um novo imóvel no período de quarentena. Em vez de se deslocar até o imóvel, o locatário se conecta com o host, que está no local, apresentando todos os detalhes e tirando as dúvidas em tempo real. Dessa forma, todos se protegem do contato físico e mantêm as operações das imobiliárias ativas mesmo sem o atendimento presencial. 

Josué Madeira, fundador e sócio-gestor da Enjoy Imóveis, está utilizando videochamadas para promover visitas digitais durante o período em que o isolamento social tem sido a principal medida para evitar a disseminação do novo coronavírus. Ele acredita que as visitações por esse modelo chegam para ficar e transformar o setor imobiliário de forma disruptiva. O empresário conta que a aderência tem sido positiva por parte dos funcionários.

O desafio é incorporar o uso da tecnologia ao cotidiano dos clientes, afirma. “A videochamada permite que a gente dê mais opções de imóveis e faça mais visitas com comodidade para os clientes, que não precisam rodar a cidade para encontrar o que buscam”. 

A tecnologia, serviços e produtos oferecidos pela empresa garantem 100% de transformação digital para imobiliárias. Entre as funções está a implementação de processos na hora de captar imóveis para o estoque e a redução do tempo médio entre a proposta e a assinatura dos contratos de 6 dias para 1 dia. Além disso, a startup disponibiliza hosts para acompanhamento de visitas e oferece fotos profissionais aos locadores para tornar a oferta dos imóveis mais atrativa. 

Com a RuaDois, fica mais fácil para os locatários encontrarem um novo imóvel para alugar. Oferece análise de crédito por meio de Inteligência Artificial e visitas que podem ser agendadas com apenas 2 horas de antecedência. Também reduz a burocracia na hora da contratação e elimina a necessidade de uma lista extensa de documentos – o processo da startup requer apenas RG, CPF e a última fatura do cartão de crédito. A negociação pode ser feita de forma 100% digital – a proposta é aceita, e o contrato é assinado pela plataforma. 

Ao passar a operar no Rio de Janeiro, uma das mais importantes regiões econômicas do País, a startup deu mais um passo em sua jornada baseada no propósito de transformar digitalmente o mercado imobiliário brasileiro e torná-lo mais competitivo. 

Neste sentido, a startup encabeça uma tendência que vem ganhando cada vez mais força: de acordo com levantamento da PitchBook Data, as protechs receberam cerca de US﹩ 4,4 bilhões em aportes nos últimos 8 anos, impulsionando a transformação de um setor ainda rotulado como burocrático e resistente. 

Comments are closed