Faturamento das indústrias de materiais de construção apresenta leve alta em julho na comparação com o mês anterior

Faturamento das indústrias de materiais de construção apresenta leve alta em julho na comparação com o mês anterior

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga nessa terça-feira, 09, a nova edição da sua pesquisa Índice, elaborada pela FGV com dados do IBGE, apresentando os dados de faturamento do setor. O estudo indica que em julho de 2022, o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção registrou leve aumento de 0,4% em comparação com junho. Já na comparação com julho de 2021, registrou-se queda de 3,3%, o que configura a menor diferença interanual desde que a comparação passou a ser negativa em setembro de 2021.

Com esse resultado, o faturamento da indústria de materiais fica 7,8% abaixo do verificado no mesmo período de 2021. A diferença para 2021 já começa a se reduzir. Apenas nos últimos meses do ano, o sinal deve voltar a se inverter A projeção de crescimento para 2022 é de 1%

“Com os dados mais recentes do Índice, podemos notar que a diferença mensal em comparação com 2021 já começa a se reduzir. Acreditamos que, mesmo com todas as externalidades que estamos enfrentando, uma melhora gradual nos condições macroeconômicas proporcionará alcançar a projeção de crescimento sustentado que estamos buscando para 2022, estimada em 1% pela FGV”, explica Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT.

Comments are closed