Leilão de imóveis: Oferta sobe 300% e se revela como uma das melhores opções de investimento em 2020

Leilão de imóveis: Oferta sobe 300% e se revela como uma das melhores opções de investimento em 2020

Imagine comprar um apartamento num bairro nobre de São Paulo com até 50% de desconto. Com a crise vivenciada nos últimos quatro anos e crescimento do desemprego no País, o número de leilões de imóveis também aumentou. Segundo algumas empresas especializadas, a oferta subiu mais de 300% em 2019 em relação ao ano anterior.

Com as taxas de juros em baixa que reduzem a rentabilidade das aplicações financeiras mais conservadoras, o arremate para investimento tem se tornado atrativo. Sites especializados registraram um aumento de até 52% no número de pessoas físicas que compraram imóveis em leilões.

Para atender a essa tendência de crescimento, o Imovelweb – um dos maiores portais imobiliários do País – firmou uma parceria com a VIP Leilões, que acumula uma experiência de 21 anos no mercado de leilões judiciais e extrajudiciais. O objetivo é oferecer aos anunciantes do Imovelweb a possibilidade adicional de leiloarem seus imóveis, não ficando restritos à venda tradicional ou aluguel.

“Com essa iniciativa, a pessoa que anunciou em nosso site e não vendeu tem a possibilidade de leiloar o imóvel utilizando as plataformas da VIP Leilões. Finalizado o processo, o Imovelweb recebe o comissionamento sobre a venda efetivada”, explica Tiago Galdino, CFO do Imovelweb.

Tudo é realizado de maneira simples e segura. O internauta que quiser participar do leilão pode dar seus lances na plataforma da VIP Leilões. Segundo o executivo, a taxa média real de sucesso nos leilões é de 50%, mostrando a viabilidade financeira do projeto.

Atualmente, existem apartamentos de um determinado tamanho – normalmente maiores – que nunca mais serão lançados em alguns bairros. Isso tende a valorizar os leilões a partir do momento em que surge um imóvel disponível.

Embora seja um mercado pouco explorado no Brasil, o leilão pode ser o caminho mais rápido para quem deseja vender o imóvel e esteja disposto a dar um desconto de 30% a 40% do valor de mercado. Neste caso, a comissão em torno de 5% é paga pelo arrematante e não pelo vendedor.

“Os aplicadores profissionais foram os primeiros a perceber que o leilão de imóveis é um bom investimento, melhor do que ações, títulos do governo e moedas estrangeiras. Hoje, um investidor consegue arrematar o imóvel pela metade do preço e revendê-lo com um lucro enorme, após uma boa reforma”, destaca o CFO do Imovelweb.

Para quem tem interesse em adquirir um imóvel por leilão, Tiago Galdino dá algumas dicas:

  • Leia o edital com cuidado para compreendê-lo
  • Fale com um advogado ou especialista financeiro
  • Verifique as formas de pagamento aceitas
  • Saiba o histórico completo do imóvel – se está ocupado, se há alguma pendência judicial e dívidas
  • Verifique as formas de pagamento aceitas
  • Considere a necessidade de reformar o imóvel
Comments are closed