Plataforma Digital da Lopes cresce mais de 230%

Plataforma Digital da Lopes cresce mais de 230%

O número de visitantes da nova plataforma digital do Grupo Lopes Consultoria, líder no mercado imobiliário nacional, alcançou cerca de 1 milhão de sessões em março de 2021 contra 300 mil do mesmo período de 2020, representando crescimento de mais de 230%, revela o presidente da Companhia, Marcos Lopes. A nova versão do portal da Lopes foi lançada no final de julho do ano passado e a evolução de sessões nos últimos sete meses atingiu alta de 130%.

Segundo a ferramenta SEMrush, o portal saltou de 5.800 para 33.000 palavras-chave sobre o tema “mercado imobiliário” após a “virada” do site, um crescimento de quase cinco vezes, transformando o Grupo Lopes num dos Top 3 do Google no segmento imobiliário no Brasil.

Essas métricas digitais, afirma Marcos Lopes, “demonstram que foi correta a decisão do Grupo Lopes em investir em inovação e tecnologia para desenvolver sua plataforma digital. Apesar do curto espaço de tempo para que os projetos comecem a dar retorno, já é perceptível sua importância”. Com parte do aporte de R$ 147 milhões captados junto ao mercado em 2019, a empresa criou o Lopes Labs, braço digital formado por um time de 120 colaboradores especialistas em Inovação/TI, Planejamento e Marketing que atuam como uma rede de inteligência conectada em todo o país (Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Brasília, Salvador, Fortaleza, entre outras cidades).

A decisão de constituir o Lopes Labs foi um passo importante para viabilizar o processo de transformação digital da empresa, reforçando o posicionamento da marca como referência no mercado imobiliário. Envolve a criação de uma plataforma virtual única, oferecendo ao mercado uma gama de serviços inovadores, além de proporcionar inúmeros benefícios aos seus clientes, corretores, franqueados, incorporadoras, sistema financeiro e demais públicos envolvidos na operação. O objetivo é promover o encontro ideal entre cliente, imóvel e corretor usando o poder do digital para otimizar a atuação dos públicos envolvidos na operação e modernizar a experiência do cliente na compra ou venda de um imóvel.

Após o momento mais crítico provocado pela crise econômica e isolamento social causado pela COVID-19 no segundo trimestre de 2020, o Grupo Lopes vem observando uma melhora no mercado imobiliário, principalmente com a retomada de lançamentos de imóveis.

Esse desempenho permitiu que a empresa atingisse Valor Geral de Vendas (VGV) total de R$ 2,6 bilhões no Quarto Trimestre de 2020, alta de 16% em comparação com mesmo período de 2019, considerando suas operações próprias e franquias. No acumulado de 2020, o Grupo Lopes intermediou um VGV total de R$ 7,3 bilhões.

O grupo gerou EBITDA de R$ 58,8 milhões em 2020, aumento de 48% em relação ao ano anterior.

Para este ano, a Companhia projeta aumento de 62% em seu pipeline de lançamentos, o equivalente a R$ 7,4 bilhões, já ajustados pela participação da Companhia nos empreendimentos a serem lançados pelos incorporadores parceiros.

“As iniciativas digitais são hoje prioridade para o Grupo, que constatou uma evolução relevante em indicadores de tráfego e na geração de leads vindos do portal, reforçando a relevância da marca Lopes no mercado imobiliário”, salienta o CDO da Companhia, Joaquim Torres. Para ele, essas ações permitem uma melhor experiência dos clientes, bem como dos corretores associados (Rede Lopes), ampliando a conversão de intermediação e gerando mais receitas.

Segundo Joaquim Torres, “temos um grande ativo na Lopes que nos permite trazer inteligência à operação e melhorar a experiência dos públicos envolvidos – nossa base de dados. Contamos com uma base aproximada de 9 milhões de clientes, 265 mil imóveis cadastrados, com atualização constante e sem duplicidade, e um histórico de décadas de transações realizadas no mercado imobiliário brasileiro. Através da inteligência de dados, conseguimos desenvolver algoritmos que nos ajudam a ser mais eficientes no momento de fazer o “tri-match” entre cliente, imóvel e corretor”.

Comments are closed