Procura por terrenos, sítios e fazendas à venda cresce 52% na OLX no 3° tri de 2020

Procura por terrenos, sítios e fazendas à venda cresce 52% na OLX no 3° tri de 2020

O setor imobiliário brasileiro segue em crescimento durante a pandemia do coronavírus, sendo beneficiado pelas baixas taxas de juros e alta disponibilidade de crédito. A OLX, uma das maiores plataformas de compra e venda online do país, vem acompanhando as tendências desse mercado e realizou levantamento para avaliar o interesse por terrenos, sítios e fazendas. Segundo os dados, a procura por esses tipos de imóveis que estão à venda cresceu 52% no terceiro trimestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto isso, o aluguel teve alta de 47% na demanda na mesma comparação.

Marcos Leite, general manager do ZAP+ na OLX Brasil, explica que a demanda por imóveis fora das grandes cidades cresceu durante a quarentena: “Com muitas empresas e escolas adotando regimes de trabalho e ensino à distância, houve uma flexibilização na necessidade de morar perto desses locais. Isso, aliada à recomendação de praticar o distanciamento social, fez com que muitas famílias buscassem um refúgio em sítios e fazendas, ou mesmo procurassem terrenos para construir uma casa em outro cenário.”

O levantamento da OLX também avaliou o aumento na procura por terreno, sítio ou fazenda nas regiões do Brasil, levando em consideração tanto a venda como o aluguel. O Centro-Oeste foi a que registrou maior variação na demanda no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, com alta de 66%. É seguida pela região Sudeste, com crescimento de 54%, Nordeste, de 53%, Sul, de 46%, e Norte, de 35%. O Sudeste teve a maior base de usuários da plataforma procurando por esses imóveis (43%) no terceiro trimestre de 2020, conforme a tabela abaixo.

Em relação aos estados, a maior variação na demanda por venda e aluguel no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, foi registrada no Distrito Federal (89%), seguida por Goiás (69%), Minas Gerais e Santa Catarina (ambos com 63%). Por outro lado, os estados que mais concentraram o interesse dos compradores na OLX no terceiro trimestre de 2020 foram São Paulo (19%), Minas Gerais (13%) e Paraná (7%).

A OLX ainda analisou as regiões por DDD que tiveram maior aumento no interesse de quem procura terreno, sítio ou fazenda para comprar e alugar. Nesse recorte, o maior crescimento no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, foi visto na região de DDD 061, do Distrito Federal, com alta de 89%. Em segundo lugar, ficou a região de DDD 048, de Florianópolis, com aumento de 76%. Em terceiro, ficou a região de DDD 062, de Goiânia, com crescimento de 69%. Em números absolutos, os municípios que registraram maior procura na OLX no terceiro trimestre de 2020 foram os de DDD 011, na capital paulista e entorno, e DDD 062, na Grande Goiânia e Anápolis, com 6% cada.

Faixa de preço

Os dados levantados pela OLX ainda mostram as faixas de preço de terrenos, sítios e fazendas que mais têm atraído os compradores. Aqueles com valores entre R$ 250 mil e R$ 500 mil, e acima de R$ 2 milhões são os que registraram maior crescimento na procura, com alta de 74% cada um, na comparação entre o terceiro trimestre deste ano e o mesmo período de 2019. Considerando somente o terceiro trimestre de 2020, a maioria dos usuários da plataforma que procurava por imóveis teve interesse nos valores de até R$ 250 mil (72%), seguido pelos valores de R$ 250 mil e R$ 500 mil (12%) e de R$ 500 mil a R$ 1 milhão (7%).

Comments are closed