RE/MAX dobra receita com imóveis e registra melhor mês de sua história

RE/MAX dobra receita com imóveis e registra melhor mês de sua história

A RE/MAX Brasil já pode comemorar o melhor mês de sua história. Em junho, seu Valor Geral de Vendas (VGV), ficou em R$ 239,3 milhões. É mais do que o dobro na comparação com junho do ano passado e, por pouco, não equivale a todo o primeiro semestre de 2016.

Os primeiros seis meses de 2020 foram também os melhores já registrados. O VGV ficou em R$ 1,1 bilhão, ou cerca de 50% acima do registrado em 2019.

A gradativa flexibilização do distanciamento social e a leve recuperação da economia podem ter contribuído para o resultado, mas não contam a história inteira. Basta dizer que, em abril, na contramão da RE/MAX, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção registrou queda abrupta de 38% na venda de imóveis no País.

Para Peixoto Accyoli, presidente e CEO da RE/MAX Brasil, isso é mais uma mostra de que a empresa, embora tenha temporariamente fechado boa parte de seus escritórios, nunca entrou em lockdown “Mudamos a forma de se comunicar com o mercado encontramos novas maneiras de prospectar negócios e fechar transações. Continuamos com encontros reais, mas através do mundo digital”, diz. “Tem dado certo. Fico feliz por constatar que, além do crescimento observado, cumprimos a promessa de não demitir ninguém em um período tão sensível para todos nós”.

Alguns pontos que têm favorecido a RE/empresa nos últimos meses. Primeiro, os imóveis agenciados – e exclusivos – sempre estão em boas condições e, em razão dos muitos registros disponíveis online (fotos 360º e vídeos), os compradores amadurecem sua escolha mesmo antes de visitar a propriedade. Segundo, o uso de tecnologia avançada para prospectar e fechar negócios, como aplicativos de assinatura de documentos digitais e de videoconferência. Terceiro, a atuação dos agentes e colaboradores.

“A tecnologia é extremamente estratégica para nós e se confirma fundamental em momentos como esse. Mas a vemos como um meio, não como um fim”, afirma Accyoli. “O que nos leva à frente, no final, é atuação qualificada dos nossos agentes imobiliários. Na compra do imóvel, a relação humanizada ainda é muito importante”.

Nesse sentido, há mais números a serem celebrados. Também em junho, a RE/MAX atingiu a histórica marca de 5 mil agentes imobiliários credenciados. Considerando que no primeiro trimestre de 2018 esse número não passava de 1,5 mil, a força de vendas triplicou em pouco mais de dois anos.

Medidas anticrise e transformação digital

Mais do que colaboradores, a RE/MAX vê seus agentes como empresários, donos do próprio negócio que, com algumas orientações e muito trabalho, impulsionam e aceleram suas carreiras.

Um ótimo exemplo de suporte oferecido é a Universidade RE/MAX, por meio da qual a empresa oferece capacitação presencial e a distância para os associados. Recentemente, todos passaram por um curso feito sob medida para o período de pandemia, com dicas sobre como se portar e agir – incluindo protocolos de higiene que devem ser seguidos antes, durante a após uma eventual visita ao imóvel.

Outra iniciativa em sintonia com os novos tempos é a campanha RE/MAX Vende Mais. Lançada no mês passado, ela conta com Ciro Bottini, célebre palestrante e apresentador de televisão, como principal divulgador, e foi pensada integralmente para os aplicativos de mensagens e redes sociais.

A campanha já está ativa e colhendo resultados. As 400 unidades e 5 mil agentes associados têm enviado imagens dos imóveis que desejam vender e Bottini, por sua vez, tem produzido vídeos do jeito que só ele sabe fazer. Trata-se de uma operação descentralizada e de grande impacto, pois, com os vídeos em mãos, os agentes podem compartilhá-los com potenciais compradores.

“Gostei do projeto desde o começo. Estou contribuindo para otimizar a presença da RE/MAX no ambiente digital, que é, sem dúvida, o melhor canal para impactar novos clientes”, comenta Bottini.

Comments are closed