Segunda edição do HousingPact Conecta busca startups para solucionar desafios sobre moradia e habitação

Segunda edição do HousingPact Conecta busca startups para solucionar desafios sobre moradia e habitação

O HousingPact, rede de inovação digital focado em moradia, abriu nova chamada para startups que desejam se inscrever no programa que tem o desafio de aproximar essas empresas com grandes líderes do mercado para a realização de pilotos de moradia e habitação para a população de baixa renda. O objetivo principal do projeto é encontrar soluções inovadoras capazes de conectar grandes organizações e líderes do mercado para a solução de problemas ligados à moradia. 

Além disso, o HousingPact também visa o desenvolvimento de parcerias com empresas realizadoras em prol da inovação de processos construtivos. Ao todo, são sete empresas idealizadoras do projeto, dentre elas a ArcelorMittal, CBMM, Duratex, Fundação Tide Setubal, HM Engenharia, InterCement e o Instituto InterCement. 

Segundo Mariana Roquette, gestora geral do projeto, a chamada  será composta por 3 desafios que buscam abraçar lacunas no setor de moradia e habitação que afetam populações de baixa renda. 

“Queremos conhecer novas startups digitais, que sabemos que podem complementar nosso portfólio e oferecer produtos e serviços que ajudem a população, mas que ainda não conhecemos. Esse é um dos principais objetivos desse desafio: encontrar e destacar soluções para o setor de habitação”, explica Mariana.

Os 3 desafios da chamada são:

Materiais e processos construtivos inovadores:startups digitais que trabalham com materiais e processos inovadores como site, sistema, aplicativo ou plataforma que facilite a implementação de processos construtivos modulares, eficientes e inovadores; impressões 3D de materiais construtivos; marketplace de materiais que otimiza custos logísticos; sistema que facilite testes e adequação de normas de uso de materiais de construção.

Plataformas para reforma e autoconstrução: capacitação para autoconstrução ou reforma; indicação, aproximação ou conexão de mão de obra da construção civil; facilitação, desconto ou comércio online de materiais de construção e/ou usados em reformas; centralização dos processos e/ou atores da reforma;

Soluções para coleta e tratamento de dados: coleta de dados de locais de difícil acesso; Pesquisa e/ou coleta de dados de forma inovadora; Big Data (inteligência artificial, machine learning, IoT, etc); análise de dados (socioeconômicos, fundiários, zoneamento urbano, consumo); Plataformas de consulta à comunidade e /ou de interação entre pessoas conectadas através de um território;

As dez melhores startups vão ser convidadas para um pitch day com os líderes das empresas realizadoras, e o melhor case em cada categoria ganhará um prêmio em dinheiro. 

João Pedro Brasileiro, CEO da Innovation Latam, salienta que os desafios possibilitam que startups e organizações se encontrem em um ambiente e resolvam problemas da sociedade em conjunto. As conexões visam o desenvolvimento de parcerias para acelerar a transformação e o impacto no setor.

Da mesma forma, Mariana, que faz a gestão do Programa desde o seu primeiro ciclo, conta que a expectativa de adesão à nova chamada é alta.

“As startups devem apresentar soluções com a intenção de alcançar impactos sociais positivos e sustentáveis dentro da sociedade e devem estar operando em estágio de maturidade com o produto e/ou serviço apresentado”, salienta.

Como participar

As startups interessadas em participar da chamada têm até o dia 30 de abril para submeter o case para avaliação. As inscrições são feitas pelo site do HousingPact. Toda a jornada, desde a inscrição até a divulgação dos resultados, será feita de forma inteiramente digital.

Para concorrer, as startups precisam possuir CNPJ e estar devidamente registradas nos órgãos públicos federais. Elas poderão apresentar seus cases e se conectar com os executivos que realizam o trabalho de mentoria com os profissionais selecionados.

Mais informações podem ser obtidas clicando aqui.

Comments are closed