Tag Archive construtechs

Vedacit Labs abre inscrições para aceleração de startups

Programa de Inovação Aberta da Vedacit, líder no mercado de impermeabilização, o Vedacit Labs está com as inscrições abertas para o terceiro ciclo. As cinco startups selecionadas receberão um Seed Money de até R﹩ 200 mil reais e três meses de aceleração, com mentoria dos executivos, conselheiros da Vedacit e convidados. As inscrições podem ser feitas até primeiro de março pelo site: https://www.vedacitlabs.com .

Este é o terceiro ano do Programa, por meio do qual já foram aceleradas 10 startups e mais de 800 inscritas nas edições anteriores. Podem participar da seleção construtechs e proptechs (startups de construção civil e do setor imobiliário) com projetos voltados para as áreas:

• Tecnologia para edificações: soluções, produtos e serviços para a melhoria dos sistemas construtivos, com foco em planejamento e concepção de projetos, no uso consciente da água durante a construção (diminuição nos índices de perdas), na eficiência energética (automação e digitalização do controle de impacto) ou na reutilização de materiais de uso temporário ou reciclagem, além de tecnologias que contribuam com o planejamento, gestão e o monitoramento da execução das obras;

• Varejo: soluções para gestão de lojas e estoques de pequeno e médio porte, com foco na atração e retenção do consumidor dentro da loja, que melhorem a experiência do cliente, no varejo online (para facilitar o processo de entrega dos produtos) ou voltadas à oferta de crédito para pequenos lojistas, além tecnologias para a coleta e análise de feedbacks (possibilidade de otimizar os produtos, serviços e atendimentos);

• Mercado imobiliário: soluções com o foco em gestão de propriedade, segurança e comunicação em condomínios ou voltadas à oferta de crédito para consumidores de baixa renda.

O Pitch Day com as finalistas acontece em 26 de março e as selecionadas iniciam o Programa em maio de 2021. O regulamento completo e as inscrições estão disponíveis no site.

Após a conclusão do ciclo de aceleração, as startups têm a possibilidade de escalarem o negócio e trabalharem com a Trutec, empresa do grupo Vedacit que leva soluções tecnológicas para a construção civil. Três construtechs que já passaram pelo Labs – ConstruCode, Cianove e ElixirAI – fazem parte do portfólio da Trutec atualmente, além de outras que estão negociando a parceria. A ConstruCode, inclusive, é uma das 100 Open Startups, ranking que destaca anualmente as startups mais atraentes para o mercado corporativo. É a segunda colocada entre as Construtechs e a 38ª na colocação geral.

“A Trutec é uma empresa que leva soluções tecnológicas para a construção civil. O Vedacit Labs é a porta de entrada, faz a seleção de novos modelos de negócio, acelera e encontra as iniciativas aderentes à proposta. Somos a primeira empresa que investe em inovação e oferece um caminho completo para trilhar. É uma entrega de valor para o mercado, levando cada vez mais tecnologia e contribuindo para modernização do setor”, afirma Luis Fernando Guggenberger, executivo de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit um dos e founders da Trutec.

Primeira empresa do segmento a lançar um programa de aceleração corporativa, a Vedacit quer ser referência no campo do empreendedorismo voltado para as construtechs no Brasil. A cada ciclo, são investidos cerca de R﹩2 milhões no Programa. O objetivo é ampliar a oferta de soluções ao segmento de construção civil, disponibilizando produtos, serviços e tecnologias.

“Os resultados conquistados nas duas primeiras edições foram além do esperado. Todas as construtechs desenvolveram soluções de impacto que ajudarão a preencher a lacuna de tecnologia na construção civil com serviços voltados para as construtoras e para o varejo. No último ciclo, por exemplo, tivemos faturamento quintuplicado e melhoria nos processos. A inovação é fundamental na construção”, acrescenta Gabriela de Rezende Oliveira, coordenadora de Novos Negócios da Trutec e gestora do Vedacit Labs.

Tags, , ,

Gerdau adquire participação na empresa Brasil ao Cubo

A Gerdau anuncia o investimento na participação de um terço na construtech Brasil ao Cubo, pelo valor de R$ 60 milhões. Os outros dois terços pertencem, em sua maioria, aos sócios-fundadores da empresa. Após o recente lançamento da aceleradora de startups Ventures Gerdau, esta transação é mais um avanço da Gerdau Next em novos negócios e insere-se na estratégia de longo prazo da produtora de aço de desenvolvimento de um portfólio diversificado de novos produtos e negócios.

Com a participação na construtech, a Gerdau avança em sua tese de inovação do futuro da construção, no qual a companhia propõe contribuir com a redução de uma lacuna relevante de produtividade na indústria da construção, por meio da adoção de novos métodos e tecnologias. Desenvolvida pela Brasil ao Cubo, a técnica de construção modular off-site permite entregar obras em caráter definitivo e com velocidade quatro vezes maior que um projeto comum, resultando na redução de desperdícios e dos custos e, também, do melhor aproveitamento de espaços.

“Esse é um movimento estratégico para o futuro da Gerdau. Estamos em busca de novos negócios para que em um futuro breve possamos atingir nosso objetivo de termos 20% das receitas da Gerdau provenientes de novos negócios relacionados à cadeia do aço e adjacentes. No início deste ano, a Brasil ao Cubo uniu-se à Gerdau e outras empresas parceiras para construir dois hospitais dedicados ao combate à Covid-19 nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, com mais de 160 leitos que ficam de legado à população. A construção do hospital na capital gaúcha, em 30 dias, foi um recorde na história da construção hospitalar no Brasil. Reforçamos o compromisso de aumentar a geração de valor para nossos clientes e de ter um papel ativo na oferta de soluções e produtos inovadores para as cadeias em que estamos presentes. “No início deste ano, a Brasil ao Cubo uniu-se à Gerdau e outras empresas parceiras para construir dois hospitais dedicados ao combate à Covid-19 nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, com mais de 160 leitos que ficam de legado à população. A construção do hospital na capital gaúcha, em 30 dias, foi um recorde na história da construção hospitalar no Brasil. Reforçamos o compromisso de aumentar a geração de valor para nossos clientes e de ter um papel ativo na oferta de soluções e produtos inovadores para as cadeias em que estamos presentes”, afirma Gustavo Werneck, diretor-presidente (CEO) da Gerdau.

“A participação da Gerdau na Brasil ao Cubo dará celeridade ao desenvolvimento do setor da construção metálica, que hoje ainda representa uma pequena parcela do mercado de construção civil no País. Acreditamos muito no potencial desta construtech, na capacidade de inovação e realização dos seus empreendedores, propondo constantemente soluções mais eficientes e sustentáveis. Já tendo realizado mais de 150 obras desde a sua fundação, a Brasil ao Cubo vem crescendo exponencialmente, com robustez em seus resultados financeiros. Seguiremos fomentando iniciativas de inovação aberta a partir de aproximação com startups e parcerias com empresas que propõem soluções para os desafios vivenciados pela indústria da construção”, afirma Juliano Prado, vice-presidente da Gerdau e responsável pela Gerdau Next.

“Estamos muito contentes com a chegada da Gerdau. Além da parceria que agrega muito em sinergias e gestão de negócio, iremos avançar com nosso plano de expansão, que inclui a construção de um novo e estratégico parque fabril, aumentando a capacidade produtiva da Brasil ao Cubo. As novas instalações, alinhadas aos conceitos de sustentabilidade, Indústria 4.0 e automatização, nos permitirão atender grande parte do mercado de construção modular no País, hoje estimado em cerca de R$ 150 bilhões, com a perspectiva de dobrarmos o nosso faturamento em 2021”, diz Ricardo Mateus, fundador e CEO da Brasil ao Cubo.

Parceria virtuosa

A estratégia de inovação da Gerdau incentiva a busca por novas parcerias, o que levou a empresa a criar, com o apoio de outras instituições, programas de aceleração e incubação de startups do ecossistema da construção civil, com o objetivo de fomentar o empreendedorismo, reforçar seu propósito – empoderar pessoas que constroem o futuro – e acompanhar de perto as principais tendências do mercado da construção.

Em setembro, a Gerdau Next lançou sua própria aceleradora de startups, a Ventures Gerdau, cujo primeiro lote, realizado em outubro, teve foco em empreendedorismo na indústria da construção civil, conectando a companhia aos principais ecossistemas globais de inovação e construtechs. Mais de 230 empresas se inscreveram no programa seletivo da Ventures Gerdau.

Durante um programa de aceleração da Gerdau realizado em 2019, a produtora de aço teve a oportunidade de contribuir para o desenvolvimento do modelo de negócio da Brasil ao Cubo. Em meio ao processo de aceleração, a construtech registrou aumento expressivo em seu faturamento (40 vezes). Atualmente, a Brasil ao Cubo conta com 300 colaboradores e possui sede em Tubarão (SC), onde está localizado seu parque fabril.

Tags, ,

Construtechs nacionais se reúnem em Porto Alegre no pitch do 2º Fórum de Inovação na Construção

Algumas das principais construtechs brasileiras – que estão transformando a forma com que construímos, reformamos, compramos e vendemos terrenos e imóveis – estarão presentes em Porto Alegre no 2º Fórum da Inovação na Construção Civil. O evento ocorre dia 4 de julho, no Teatro da Unisinos, organizado pela empresa de consultoria gaúcha Climb Consulting Group e pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da Unisinos. Com o propósito de repensar a indústria de construção civil e estimular a visibilidade de iniciativas empreendedoras o evento reunirá empresários e acadêmicos em uma programação intensa, com palestras, painéis, e um pitch (termo para apresentação sumária de alguns minutos com objetivo de despertar o interesse investidores e/ou clientes) de startups.

Este que é um dos pontos altos do encontro, o pitch, será mediado pela Community Manager do Okara Hub, Jaqueline Lamente Ferreira. Um dos primeiros espaços focados em aceleração de startups e inovação aberta no setor da construção civil, o Okara Hub fica em São Paulo e possui empresas mantenedoras que investem em inovação. A votação do pitch ocorrerá pela plateia do Fórum e a vencedora terá a chance de participar do batch (termo que batiza cada ciclo de seleção e aceleração de startups) que o Okara Hub promove em julho na capital paulista.

“Com a parceria do evento com o Okara Hub, o objetivo é oferecer aos projetos inscritos uma rede de conexões na área, além de um estímulo e promoção de suas marcas”, conta Bernardo Etges, sócio na Climb Consulting Group. Participam do pitch as startups: Diosa, ConstructIn, O Sucateiro e Clube Watt e outras marcam presença expondo seus projetos paralelamente à programação de palestras do evento.

Além da exposição e do pitch, serão ao todo mais de 15 speakers integrando a programação do evento. Constam profissionais e empresas referências no segmento, como Saulo Suassuna Fernandes Filho, CEO e fundador da Molegolar – iniciativa pernambucana de obras modulares flexíveis considerada o “lego da vida real”, permitindo que as plantas dos apartamentos sejam facilmente reconfiguradas.

A abertura será conduzida pelo Secretário Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luis Lamb, que irá apresentar as iniciativas e resultados positivos que o estado e a Região Metropolitana vem alcançado através dos programas de Inovação. Estarão presentes ainda, Glaucia Alves da Costa, Diretora de Inovação da Deloitte – uma das maiores empresas de consultoria empresarial do mundo; Filipe Braga Ivo, Diretor de Novos Negócios da Sunew – empresa brasileira líder mundial na fabricação de Filmes Fotovoltaicos Orgânicos (OPV), e Juan Carlos Germano, sócio-diretor da Pauluzzi, fabricantes de blocos cerâmicos, que lançou recentemente o aplicativo AUGE – tecnologia de realidade aumentada para a construção civil, que permite visualizar o projeto em 3D de qualquer lugar da obra. Além de cases de empresas como a Andrade Gutierrez e da consultoria da Porsche Consulting; e a única construtech listada entre as “100 Startups to Watch” de 2019, a Ambar.

Com o tema “Cases e tendências – Promovendo a Inovação no setor da Construção Civil”, o 2º Fórum da Inovação na Construção Civil vai reunir construtoras, incorporadoras, startups, empresários e estudantes para analisar, discutir e estimular conexões, novas soluções e ideias inovadoras. Esta segunda edição já dobrou de tamanho em relação à sua estreia no ano passado. “Após a repercussão positiva do primeiro Fórum, onde foi alcançado o objetivo de estimular o ecossistema de inovação, o segundo vem com uma agenda robusta, ocupando um dia inteiro com cases, novas tendências no mercado de construção e um ambiente para expor até 20 startups”, conta Marcus Fireman, um dos sócios da Climb.

Conheça algumas das startups que estarão expondo no evento:

ConstructIN: aplicativo para acompanhar a evolução do seu projeto através de imagens em 360º que qualquer pessoa pode fazer na obra


Clube Watt: plataforma que permite acesso à energia renovável ao alcance de qualquer pessoa, através de um clube de assinaturas para consumo de energia fotovoltaica


Diosa: empresa de serviços de manutenção e reparos residenciais a serem realizado por profissionais do sexo feminino


Melbourne: empresa de construção modular, realiza a fabricação de módulos residenciais sob demanda


Meu Alu: aplicativo para aluguel de imóveis


O Sucateiro: osucateiro.com é uma startup que surgiu com o intuito de solucionar os problemas das empresas relacionados a estoques obsoletos, produtos de baixo-giro


Prevision: software para planejamento e gestão de obras


Sinapsys: software para gestão de recursos na construção civil ( recursos como Mão de Obra e Equipamentos)


Smart Fly: soluções com drones para inspeção na construção civil


Vendo Meu Terreno: marketplace para comercialização de terrenos

2º Fórum da Inovação na Construção Civil


Local: Teatro da Unisinos (Av. Dr. Nilo Peçanha, 1600 – Boa Vista, Porto Alegre)
Horário: 8h30min – 18h30min

Inscrições:
1º lote – R$ 180,00
1º lote (estudantes) – R$ 100,00

Vendas online em sympla.com.br/climbconsulting

Tags,