Vendas de imóveis acumulam alta de 14% no país, aponta indicador ABRAINC-FIPE

Vendas de imóveis acumulam alta de 14% no país, aponta indicador ABRAINC-FIPE

O número de imóveis novos vendidos no Brasil acumula um crescimento de 14% nos sete primeiros meses de 2022, quando comparado com o mesmo período de 2021. Ao todo, 97.475 unidades foram comercializadas. Os dados fazem parte de um levantamento realizado com 18 empresas associadas à ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) em parceria com a FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).
 

O segmento de Médio e Alto Padrão (MAP) segue apresentando bons resultados e acumula uma elevação de 91,5% no mercado imobiliário, com 26.522 imóveis comercializados nos sete primeiros meses do ano. O Casa Verde e Amarela (CVA) comercializou 69.201 moradias o que representou uma oscilação de 1,2%.
 

Ao avaliarmos o volume de imóveis entregues, notamos uma alta de 19,4% diante ao mesmo intervalo de tempo de 2021. Essa tendencia de alta deve se intensificar nos próximos meses em função do alto volume de lançamentos realizados nos últimos 2 anos. Isso fará com que a construção civil gere um considerável número de novos empregos nos próximos anos.
 

Na avaliação do presidente da ABRAINC, Luiz França, os dados mostram o bom momento do setor e evidenciam um processo de melhora na economia ao longo de 2022, com arrefecimento nos custos de construção e um crescimento na renda das famílias. “O setor segue com um bom desempenho e os números comprovam isto. A queda no desemprego e o aumento no rendimento das famílias, que já subiu 4%, desde o início de 2022, e devem melhorar ainda mais o desempenho do mercado. As melhorias no Casa Verde Amarela também vão ampliar o acesso a moradia e contribuir para o combate ao déficit habitacional e a geração de empregos”, pontua o executivo.


 

Comments are closed